domingo, 11 de janeiro de 2009

Sob o Céu estrelado.


Bom, primeiramente queria fazer uma breve apresentação de meus sentimentos e crenças em relação ao mundo e ao cotidiano humano, por conseguinte apresentando um belo poema com o qual me identifico muito.


Sob o Céu estrelado.

Desolado ele viu o poeta!
Cabisbaixo olhando para lua...
Seu violão sem seresta,
Jazia jogado à rua!

Sorvera vinho em demasia,
Afugentando a sua solidão...
E agora, só, e sem regalia,
Apenas fita a amplidão!

Tentara falar com as estrelas,
Tentativa sem proeza,
Que lhe incentivou as lágrimas!

O seu sono chegou de repente,
E semi-inconsciente,
Sua vida virou lástima!


Esse poema chamou muita a minha atenção pois nela esta escondida a pequenas coisas da vida que devemos observar melhor, porque são nessas pequenas coisas, onde vemos um mundo melhor, cheio de esperanças e atitudes a ser tomada e tambem a ser vista.
Já outro lado percemos que hoje em dia muitas pessoas não acreditam no poder divino, posso dar um incrivel exemplo como a imensidão do Céu, as Estrelas cujo me identifico muito com elas, porque é nelas que eu vejo a sinceridade e a porta de entrada para uma vida de cheia de novas aventuras; Sempre que olho para elas é como se eu esqueçe de tudo, é como se eu entrasse profundamente dentro dela e visse o espelho da minha alma.

Enfim, o que eu quero passar para todas as pessoas que lerem esse pequeno texto que nunca duvida do poder que esta dentro de você, porque atras de uma bela personalidade esta escondido um potencial muito grande.

5 Comentários:

Blogger Primeiro Blog disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

11 de janeiro de 2009 17:31  
Blogger Jéssica disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

12 de janeiro de 2009 19:10  
Blogger Jéssica disse...

Parabéns amiga,concordo plenamente com tudo que você escreveu,sempre temos que confiar no poder que existe em nós,por sinal é lindo esse poema.

12 de janeiro de 2009 20:11  
Blogger Danyy disse...

Passei aqui :)

6 de agosto de 2009 13:32  
Blogger Paulo Roberto disse...

É verdade Amanda!!!eu me identifico muito com esse poema pois quando vejo as estrelas vejo algo de sublime ,divino e mistérios e conforta a minha alma e preenche o meu ser! lindo esse poema !!!!

29 de agosto de 2009 19:20  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial